terça-feira, 22 de setembro de 2009

"O Marinheiro" está no VI Festival de Teatro da Amazônia!


Ontem, a Secretaria de Estado de Cultura anunciou o resultado oficial dos aprovados para o VI Festival de Teatro da Amazônia. E a Cia. Cacos está muito contente em poder dizer que sua primeira criação, o espetáculo adulto "O Marinheiro" escrito por Fernando Pessoa, foi aprovado e estará na mostra competitiva do Festival.
A Cia. está representada na figura de Francis Madson, um dos seus diretores, que recentemente também escreveu e dirigiu o espetáculo infantil "Por que Pular Degrau se a Gente Pode Voar?". Madson conta com nove anos de carreira nos palcos, ao longo desse tempo, já foi ator, dramaturgo, figurinista, cenógrafo, diretor e bailarino. E com seu know-how, Madson pode realizar a supervisão artística do espetáculo, que foi dirigido por Dyego Monnzaho e Taciano Soares e teve a assistência de direção de Gabriel França.

Toda a Cia. Cacos de Teatro se sente orgulhosa por poder levar seu trabalho ao palco amazônico, mais de um ano depois de sua estréia. Durante esse tempo, "O Marinheiro" já passou pelo Encontro de Teatro Popular Latino-Americano - ENTEPOLA Vila Velha Brasil 2008, já representou a arte local no circuito SESC Amazônia das Artes, em Cuiabá (MT) e Rio Branco (AC) e agora em Novembro é o único espetáculo representante do Brasil no Cuarto Festival Internacional de Teatro y Danza de La Plata na Argentina, ao todo 12 países participarão do Festival.

Abaixo segue a lista de todos os aprovados no Festival (por ordem alfabética).

Categoria Infantil
“Auto do Boi”, do Grupo Baião de Dois;
“Bandeira de São João”, da Cia de Teatro Metamorphose;
“Canta Contos Lendas Amazônicas”, da Cia. de Teatro Língua de Trapo e
“Dona Chuva e Dona Selva Contra o Senhor Moto Serra”, da Associação Amazônia Arte-Mythos.

Categoria Adulto
“Ainda Ontem” do Grupo de Artes Cênicas Ação em Cena;
“Bodas de Sangue”, do Grupo de Repertório Arte & Fato;

“Frei Molambo”, de Raízes do Porto;
“Guerra dos Violões, da Cia. de Teatro Pintando o Sete;
“O Marinheiro”, de Francis Madson (Cia. Cacos de Teatro) e
“Uma Branca Sombra Pálida”, da Cia. de Idéias.

Merda a Todos!
E até o Festival.

2 comentários:

Darth Vader disse...

Olá meus amigos teatreiros...merda à vocês. Como sabem, sempre fui um grande admirador desta companhia pela seriedade e talento com que seus integrantes conduzem seus projetos. Somos o futuro do teatro desta cidade e compomos a juventude teatral deste país. A bola está conosco, portanto, vamos continuar jogando...
Um abraço e parabéns

Márcio Braz

... disse...

Olá, venho acompanhando o trabalho de vcs pelos jornais e ainda nao tive a oportunidade de assisti-los. Fico muito orgulhosa do reconhecimento que vcs estao tendo merecidamente.
Gostaria de um e-mail, para que eu possa trocar umas idéias com vc.
Meu nome é Aline. Meu e-mail: aline049@gmail.com.
Muito obrigada!!!
E parabéns pela persistencia!
Um abraço.

Aline